terça-feira, 21 de março de 2017

SACHMO, o fundador do Jazz



Louis Armstrong (1901-1971)
está entre os principais fundadores do Jazz


("Todas as vezes que eu fecho os meus olhos tocando aquele meu trompete, eu olho no coração da boa e velha Nova Orleans... Ela deu-me algo que é minha razão de viver.")


Louis Armstrong, apelido Sachmo, nasceu em New Orleans (EUA) na virada para o século XX. Consta em sua biografia não autorizada que ele viveu num prostíbulo junto com a mãe, quando esta foi abandonada pelo marido, o pai do pequeno Louis. Ao longo de sua carreira, ele deu sinais de que nunca conseguiu superar este trauma. Apesar de ser considerado o maior trompetista de todos os tempos, além de ser um cantor de recursos extraordinários, ele só entrava no palco se estivesse drogado. De cara limpa, era incapaz de enfrentar o público. 

Seu último grande sucesso foi em 1969, com uma canção da trilha sonora de um filme da série James Bond. O diretor do filme o trouxe para cantar o tema principal, mesmo sabendo que ele se encontrava muito doente, praticamente sem condições de tocar como nos velhos tempos. Mesmo assim, Sachmo faz um pequeno solo arrebatador, tão suave que chega a ser triste. Em sua interpretação vocal, percebe-se o sotaque forte caipira, típico dos negros do sul dos Estados Unidos. 



Teve papel importante no show business norte americano, onde atuou ao lado dos maiores astros da América. Pessoas como Frank Sinatra, Nat King Cole, Ella Fitzgerald, e alguns dos maiores band leaders do jazz, não seriam os mesmos se Sachmo  não tivesse existido.




Em 1958, ele lançou um álbum básico, 'Louis and The Good Book', onde só tinha "spirituals".


Nenhum comentário:

Postar um comentário