segunda-feira, 10 de julho de 2017

DEUS, O ABSOLUTO, NÃO TEM FORMA


Peregrinas norte americanas descansam da longa caminhada.
Porta Santa, Santiago de Compostela
(foto minha)


Todo o UNIVERSO é apenas a manifestação do pensamento absoluto, sem qualquer forma. Por isso se pode afirmar que "há unidade em tudo", ou seja, que "todos somos UM", dado que o Absoluto é o Todo, incapaz de ser explicado pela nossa nossa mente concreta finita. 

Segundo nos informaram os mestres espiritualistas através de várias civilizações, a única coisa real é o espaço infinito, não dimensionado e eterno do Absoluto. Sua manifestação primordial está representada pela Mônada essencial que gerou o Plano Divino, a causa suprema. 

Neste sentido, nunca houve a "criação do universo", mas apenas um plano "divino" para gerenciamento das manifestações do Absoluto, do campo mais sutil ao mais denso. Por isso se diz que, quanto mais a manifestação do logos primordial do Absoluto se dirige à materialidade, configura-se um caminho de INVOLUÇÃO, e, ao contrário, quanto mais os movimentos   energéticos se dirigem aos planos sutis, vale dizer, ao mundo cósmico espiritual, chamamos a este processo como EVOLUÇÃO. 

Vista assim, a vida no plano físico (o mais denso) é absolutamente ilusória, ou seja, é o Mundo de Maya. Apenas o Absoluto é eterno e real.

Platão explicou, à sua maneira, o caminho de evolução

No entanto, em termos didáticos, dizemos que toda e qualquer manifestação está desdobrada em modo setenário no Universo. Por isso, a própria constituição do Homem é setenária, com sua tríade superior composta pelas camadas espirituais:
  • ATMA - O espaço onde está o raio do Absoluto, presente em cada ser humano, o fragmento da mônada essencial.
  • BUDHI - A alma espiritual. O campo do sagrado. A sabedoria. 
  • MANAS - O espaço inercial do mundo espiritual, acessável apenas a partir da Intuição e da Consciência Cósmica. O mundo mental superior, ou Causal, como dizem alguns. 

Por outro lado, o Ser Humano também possui uma parte mais densa, chamada "quadra inferior", os componentes da Personalidade. É a parte mais conhecida do ser humano, as camadas mais estudadas pelos especialistas e filósofos ao longo do tempo. De acordo com a herança da tradição védica, a Personalidade se divide em:

  • KAMA RUPA -  O espaço mental concreto, do intelecto.
  • LINGA-SHARIRA - O espaço vivencial das emoções, onde o Ego inibe a manifestação do Logos superior e tenta impedir a evolução do Ser no caminho da espiritualidade.
  • PRANA -  O envoltório energético que protege o corpo físico e mantém as conexões elementares com as realidades ao redor.
  • RUPA - A essência vital que suporta a vida física.  


Sendo assim setenariamente dividido, o arquétipo humano não deixa de ser reflexo do Absoluto. A explosão da Mônada essencial primordial está programada para gerar 70 bilhões de seres da Humanidade, ao longo das sete raças previstas pelo Plano Divino na Terra. Note-se que em nosso atual estágio, neste planeta, nesta raça e sub raça, somos cerca de seis bilhões de seres humanos encarnados. Em algum plano, dimensão e lugar devem estar os outros 64 bilhões ... alguns possivelmente nos observando a partir de um estágio evolucionalmente mais avançado.  Não deixa de ser uma boa notícia ...